Sociedade União Musical Alenquerense

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Livro
  • 1 Dezembro 2016

Eu e a S.U.M.A. - 03 Outubro 2016

A realização de um Sonho.

O meu percurso na escola de música da SUMA começou quando tinha apenas seis anos de idade, pois era um grande sonho que a minha avó materna tinha devido ao seu pai também ter sido músico.

O solfejo não foi fácil pois durante muitas semanas parecia ser sempre igual, mas ao fim de um ano lá consegui receber um instrumento. Foi aí que chegou a pergunta: Que instrumento vais querer? Nessa altura ainda era pequena por isso não conhecia muitos instrumentos, era uma decisão difícil, no entanto quando me mostraram a Requinta (um clarinete pequeno) fiquei maravilhada.

Quando começaram as aulas de instrumento percebi então para que servia o solfejo. O professor com que fiquei tem sido o meu grande pilar no meu percurso musical fazendo-me gostar cada vez mais de música.

A minha estreia em público foi numa Audição de Natal e a minha primeira música foi “A Estrelinha” que na altura dediquei à minha avó materna que já não estava entre nós.

Em 2012 integrei a Mini-Banda e no dia 1 de Dezembro, do mesmo ano, foi a minha estreia na Banda. A partir daí começaram a surgir as oportunidades.

Após 1 ano de muito trabalho surgiu o convite para tocar um solo de Clarinete no XIV Concerto de Gala, no dia 8 de Dezembro de 2013, onde executei “A Tribute to Benny Goodman” uma das melhores experiências da minha vida.

Recentemente integro o grupo “Ensemble de Sopros ” formado por músicos da SUMA.

Agora dou continuidade ao meu percurso na SUMA dando aulas de solfejo aos futuros músicos desta grande instituição.

Agradeço à minha família todo o apoio que me tem dado e à SUMA e seus músicos porque tudo o que sei de música hoje devo-o a eles.

Espero continuar a crescer e a aprender com esta grande família.

 

Rita Carvalho

(Clarinetista)

Voce Esta: Crónicas Eu e a S.U.M.A. - 03 Outubro 2016